terça-feira, 14 de setembro de 2010

MJ

Que permissão te dei, olhos castanhos,
para invadir assim meus pensamentos?
P'ra me distrair do mundo cinzento
E iludir este coração tacanho?

Pediste a quem licença, Mariana,
Para em minha mente tanto dançar?
E se palco não queres 'bandonar,
O que me resta a não ser aceitar?

O que queres com este jogo não sei
Sei somente o porquê dos versos vagos:
Dois olhos que se encontram sem lei

Um coração que em rimas afoga os estragos
Afinal, que poeta não gostaria de poder,
Em alguns humildes versos conquistar você?

3 comentários:

  1. É, Mariana! Ouça o rapaz e permita uma nova dança!

    Lindos versos!

    ResponderExcluir
  2. Mariana, leia e se apaixone!

    Bela poesia!!!

    ResponderExcluir